Você está aqui: Página Inicial > Adm. Indireta > SUDEMA > Notícias > Sudema se reúne com instituto alemão para tratar da qualidade do ar

Notícias

Sudema se reúne com instituto alemão para tratar da qualidade do ar

A Sudema sediou, na manhã da última quarta-feira (11), uma reunião com um representante do instituto alemão Max Planck, além de professores da UFPB e da URFN, para discutir métodos e estratégias de controle da qualidade do ar atmosférico. Também estiveram presentes no encontro o superintendente da autarquia, Marcelo Cavalcanti; o procurador jurídico, Victor Ventura; e os servidores Samara Galvão e João Carlos de Miranda, da Coordenadoria de Medições Ambientais.

            A reunião buscou promover um debate acerca das possibilidades de cooperação internacional e nacional em matéria de gestão de qualidade do ar, assim como se tratou da estruturação do Sistema Paraibano de Gestão de Qualidade Atmosférica. Representando o Instituto Max Planck de Meteorologia esteve Nico Caltabiano, coordenador do Laboratório Klimapolis.

“Buscamos discutir um plano de ação para que seja montada uma rede de monitoramento de qualidade do ar em João Pessoa, para que se possa estabelecer metas e normas que venham a melhorar a qualidade de vida da população local. Esperamos que o laboratório atue como uma plataforma de conectividade entre os meios acadêmico e governamental, em adição às atividades e parcerias já existentes”, comentou Nico.

“Firmar uma parceria técnica com um instituto como o Max Planck e com a comunidade acadêmica é de grande importância para que façamos um diagnóstico preciso da condição do ar e, então, possamos apontar soluções capazes de corrigir essas possíveis fontes poluidoras”, destacou o superintendente da Sudema, Marcelo Cavalcanti.

O encontro contou ainda com a participação das professoras Márcia Helena Pontieri, Letícia Palazzi Perez e Nataly Albuquerque, da UFPB, e da professora Judith Hoelzemann, da UFRN.

Laboratório Klimapolis

O Instituto Max Planck de Meteorologia, sediado em Hamburgo, Alemanha, coordena o Laboratório Klimapolis, que trabalha especialmente na relação entre o clima, a poluição da água e do ar, e a sociedade, buscando definir, com autoridades municipais, estaduais e outros atores urbanos, abordagens para o desenvolvimento de cidades sustentáveis e melhores estruturas de governança.

Voltar para o topo