Você está aqui: Página Inicial > Adm. Indireta > SUDEMA > Notícias > Projeto piloto da Sudema recebe autistas para visita ao Jardim Botânico

Notícias

Projeto piloto da Sudema recebe autistas para visita ao Jardim Botânico

Crianças com Transtorno do Espectro Autismo serão recebidas neste sábado (4), às 14h, no Jardim Botânico de João Pessoa, para um dia de atividades  de contato e convivência com a natureza do local. O projeto piloto é inédito e pretende despertar pontos ainda desconhecidos por parte das crianças, com trabalho de inclusão pedagógica e superação da barreira do isolamento. As atividades estão sendo preparadas pelas equipes do Jardim Botânico e da Coordenadoria de Educação Ambiental (Ceda), Assessoria de Imprensa da Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema), com brincadeiras para fugir do rigor da técnica.

As vagas para este primeiro momento foram em número de 20 e tiveram o preenchimento de imediato, o que demonstra a importância da ação para os pais e responsáveis que acreditaram no sucesso da iniciativa da Sudema. Para a realização das atividades, um treinamento foi realizado no último dia 20 de outubro pela presidente do Grupo Autismo Tratável (GAT), Shâmara Rached, que expôs temas comportamentais de inclusão, diagnósticos, sintomas, entre outros pontos importantes relacionados ao autismo, para que os técnicos possam agir ao lado dos pais e responsáveis durante a visitação.

De acordo com o superintendente da Sudema, João Vicente Machado Sobrinho, as crianças autistas necessitam de cuidados especiais e precisam ser incluídas no meio da sociedade. “Então a Sudema voltou-se para essa pauta de forma inédita, pois uma criança autista não pode ser excluída. No próximo dia 11 de novembro, daremos continuidade ao projeto”, destacou o superintendente.

A responsável pelo Jardim Botânico, Suênia de Oliveira, falou sobre as normas de visitação. “É indispensável comparecer com calças compridas e tênis, pois as crianças terão contatos como abraço às árvores, cores e formatos das plantas, observação do conjunto da natureza, e assim inspirar as dificuldades de interação e comunicação para que elas queiram interagir”, informou.

Outro ponto positivo que o Jardim Botânico está oferecendo à população é acessibilidade com a construção de rampas para cadeirantes nas dependências do local. A Unidade de Conservação fica aberta ao público de forma gratuita, de terça a sábado, das 9h às 16h, na Avenida Dom Pedro II, Bairro da Torre, na capital.

Voltar para o topo
Plataforma Padrão CODATA de Portais
Desenvolvido com o CMS de código aberto Plone